segunda-feira, 13 de fevereiro de 2012

Whitney Houston era evangélica? Conheça suas músicas gospel, vídeos, seu filme cristão e sua história de sucesso

Whitney Houston era evangélica? Conheça suas músicas gospel, vídeos, seu filme cristão e sua história de sucesso
A cantora Whitney Houston morreu no último Sábado, em Los Angeles, mas as circunstâncias ainda não foram totalmente esclarecidas pela Polícia. Há suspeitas de que o afogamento tenha sido causado por Whitney ter ficado inconsciente ao tomar um calmante prescrito por seus médicos.
Informações conseguidas pela reportagem do programa Fantástico, da TV Globo, dão conta de que ela foi encontrada morta por sua equipe, que estava no mesmo quarto de hotel, uma hora após ter ido tomar banho.
Homenagens à cantora Whitney Houston, evangélica de acordo com ela mesma, foram feitas na Igreja Batista Nova Esperança, onde seu pai é pastor e onde aprendeu a cantar, participando do coral gospel da igreja. Balões em forma de coração, cartazes, velas e flores foram deixados por fãs na entrada do templo.

Whitney Houston era evangélica?

Afilhada da cantora gospel Aretha Franklin e filha de outra cantora evangélica, Cissy Houston, Whitney Elizabeth Houston começou cantando hinos cristãos, e foi descoberta para a música pop pelo produtor Clive Davis, quando se apresentava numa casa noturna ao lado de sua mãe. Dois anos depois, em 1985, lançou seu primeiro álbum, “Whitney Houston” e vendeu 25 milhões de cópias, tornando-se assim o álbum de estreia mais vendido de todos os tempos por uma artista feminina. O sucesso do lançamento foi impulsionado por famosas canções como “How Will I Know” e “The Greatest Love of All” (“O Maior Amor de Todos”), que é considerada uma das músicas gospel com maior sucesso de sua carreira.
Assista abaixo ao vídeo com a tradução da canção “The Greatest Love of All”

Músicas de Whitney Houston são sucesso

Em 1987, a cantora que já era sucesso em todo o mundo, estabeleceu um recorde insuperável ao lançar seu segundo trabalho, “Whitney”, tornando-se a primeira cantora a alcançar o topo da Billboard já no lançamento do álbum.
Sua consciência social a levou, em 1989, a criar da fundação “Whitney Houston for Children”, organização sem fins lucrativos voltada às crianças.
Em 1991, emocionou os Estados Unidos ao interpretar o hino nacional norte-americano durante o SuperBowl, a grande final do futebol americano. Na ocasião, foi muito aplaudida por todos os presentes no estádio e a gravação da música vendeu 1 milhão de cópias, com toda a renda revertida para instituições de caridade.
Sua estreia no cinema em 1992 também foi considerada marcante pela crítica. Em “O Guarda Costas”, ela deu vida à personagem protagonista. O tema do filme a fez se tornar dona de outro recorde: o single “I Will Always Love You” tornou-se o mais vendido por uma artista feminina na história da música.
Em 1994 venceu o Grammy de melhor álbum do ano, prêmio que foi alcançado principalmente por sua interpretação da trilha sonora de “O Guarda Costas”, e cantou na festa de encerramento da Copa do Mundo de Futebol. Na ocasião, entrou de mãos dadas com Pelé.
Não foram poucas as músicas gospel de Whitney Houston. O clássico hino cristão norte-americano “Amazing Grace” (Maravilhosa Graça, em tradução livre) foi cantada pela cantora em diversas oportunidades. Abaixo você pode ver um vídeo de Whitney Houston cantando a música gospel durante um evento ligado ao filme “O Guarda Costas”. A gravação é de 1994 e foi feita no “Radio City Music Hall” e a música começa aos 2 minutos e 14 segundos:


É considerada a artista mais premiada de todos os tempos, com prêmios por suas gravações de música Gospel, R&B e Pop, segundo o Guiness Book. Sua lista de premiações inclui 2 Emmy Awards, 6 Grammy Awards, 30 Billboard Music Awards e 22 American Music Awars. A extensa lista de premiações totalize 415 prêmios conquistados ao longo de toda sua carreira.
Em 1998 gravou ao lado de Mariah Carey o tema do filme “O Príncipe do Egito”, música que no Brasil, foi regravada pela cantora Soraya Moraes e diversos outros artistas gospel e seculares. Assista abaixo ao clipe do dueto:

Whitney Houston e as drogas

Porém, se profissionalmente sua carreira parecia inabalável, sua vida pessoal passou a fazê-la entrar em polêmicas. Seu casamento com o também cantor Bobby Brown foi marcado por desentendimentos e escândalos. Chegou a afirmar que seu envolvimento com as drogas foi causado pela depressão e infelicidades no matrimônio.
A decadência passou a ser visível e no ano 2000, assumiu publicamente a necessidade de reabilitação, e foi internada em clínicas para restaurar sua saúde. Nessa fase, a cantora passou se atrasar para ensaios e shows, e se apresentar rouca e desafinada. Alguns shows de sua turnê mundial naquele ano foram cancelados.
A cantora lembrou com felicidade do apoio que sua mãe, Cissy Houston, deu enquanto passava por problemas com drogas, “Ela disse: ‘Não vou perder você para o mundo, para Satã, quero minha filha de volta’”.
Em 2009, ano de lançamento de seu último álbum de estúdio, declarou que permanecia lutando contra o vício, e que sabia que seria uma luta constante: “Não acredito que não vá sentir nunca mais o desejo de usar essas drogas. Só basta um minuto para tirar esses pensamentos da minha cabeça! Oro e eles se vão”, afirmou. Vejafotos recentes de Whitney Houston.
Assista ao vídeo legendado da faixa título “I Look To You” (“Eu olho para Ti”):

Whitney Houston: Música Nova

Na noite anterior à sua morte, com a voz bastante rouca, Whitney Houston teve uma música nova em seu repertório, ela cantou o hino cristão “Yes, Jesus Loves Me” (“Sim, Jesus me ama”, em tradução livre), em sua última apresentação. A letra é de autoria de Anna Barlett Warner e a melodia foi composta apenas dois anos após sua criação, em 1862, por Wlliam Batchelder Braddury.
Alguns sites gospel brasileiros chegaram a publicar que como a cantora cantou essa música na noite antes de sua morte, ela teria se convertido novamente. Porém Whitney Houston sempre confessou ser cristã e sempre cantou diversas músicas gospel em seus álbuns e shows, a noite anterior não foi diferente.

Whitney Houston – On My Own: Álbum novo em CD

Há ainda um álbum que a cantora vinha desenvolvendo, intitulado “On My Own”, que poderá ser lançado ainda em 2012 em CD, DVD e/ou download MP3. Whitney Houston deixou uma filha, Bobbi Cristina Brown, fruto de seu casamento com Bobby Brown, que durante um show ontem 12/02, em Southaven, nos Estados Unidos, declarou o que sentia com a perda: “Primeiro, gostaria de dizer que amo todos vocês. Segundo, queria dizer que eu amo você, Whitney. É a coisa mais difícil do mundo estar nesse palco hoje”.

Sparkle: Novo filme de Whitney Houston

Recentemente a cantora decidiu participar das gravações do filme Sparkle, uma refilmagem do clássico de 1976. Essa readaptação foi dirigida pelo bispo evangélico T.D. Jakes, da megaigreja cristã Potter’s House. O roteiro do filme conta a história de cantoras que enfrentam problemas por causa do envolvimento com as drogas, um drama enfrentado pela própria Whitney.
“Estamos profundamente entristecidos com o falecimento trágico e prematuro de Whitney Houston. Recentemente fomos abençoados por trabalhar com ela na refilmagem de Sparkle. Nós pedimos que todos se juntem a nós em orações pela família de Whitney e peçam que Deus dê-lhes força e os console para enfrentar esses momentos devastadores. No ápice de sua carreira, Whitney foi incomparável, sua voz moldou toda uma geração. Ela deixou para trás um legado na música e no cinema… Ela fará muita falta a todos nós”, afirmou o bispo Jakes ao Los Angeles Times.
O filme, que será lançado em Agosto nos Estados Unidos, será a primeira obra póstuma de Whitney, e o produtor afirma que a participação da cantora foi muito boa: “Eu não tenho ideia do impacto que a morte dela terá em Sparkle, mas eu vi uma versão ainda não finalizada do filme ontem, e ela estava fantástica nele”.
Fonte: Gospel+

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Postar um comentário